Zeca pagodinho é condenado a 3 anos de prisão

zeca pagodinho preso

Ministério Público afirma que houve superfaturamento em show realizado em 2008 no Distrito Federal; pena do cantor foi revertida em serviços comunitários

Zeca Pagodinho foi condenado por fraude no contrato de um show realizado em 2008, informou a Secretaria de Comunicação do Ministério Público do Distrito Federal. O cantor – que participou recentemente do “Programa Xuxa Meneghel” , da Record – foi acusado depois que observaram irregularidades na 15ª Expoagro, evento realizado em Brasília.

Na ação, o Ministério Público afirmou que houve superfaturamento na contração do cantor – sempre visto na companhia dos netos. No show da 15ª Expoagro, o cachê de Zeca Pagodinho foi de R$ 170 mil. No entanto, apresentações feitas meses antes custaram aproximadamente R$ 200 mil incluindo cachê artístico e outros serviços.

O artista – que passou por uma cirurgia na coluna no final de 2014 – foi condenado a três anos de detenção em regime aberto, mas a pena foi convertida em prestação de serviços comunitários e ao pagamento de multa, com valor ainda não definido. Outras quatro pessoas também foram condenadas pelo mesmo caso, entre elas representantes da empresa contratante de Zeca.

Procurada pelo Purepeople, Bernardo Botelho, advogado de Zeca Pagodinho, informa através de comunicado que a condenação não procede. “O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT imputou ao artista Zeca Pagodinho a prática do crime de dispensa ilegal de licitação. Na ação o MPDFT alegou que não foram observadas no processo administrativo as formalidades exigidas para a dispensa da licitação. Por relevante, destaque-se que o artista não teve qualquer participação ou ingerência no processo administrativo que entendeu não ser necessária licitação para a sua contratação”, começa.