Tudo o que você precisa saber para dosar o sal na alimentação

Nutricionista explica como reduzir o consumo de sódio e formas de substituí-lo

Segundo recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) o consumo diário de sódio deve ser de 5g, uma vez que em excesso a substância causa hipertensão e é fator de risco para outros problemas como infarto e AVC. Porém, a Sociedade Brasileira de Cardiologia estima que os brasileiros ingerem cerca de 12,4g da substância por dia.

Para conscientizar a sociedade sobre diminuir o sódio na alimentação, Jessica Santos, nutricionista da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, responde algumas dúvidas abaixo:    

Existe sal saudável?

Todos os tipos de sais possuem sódio, que em excesso é prejudicial à saúde. Porém, o sal mais comum utilizado por brasileiros é o menos nutritivo porque é o processado, refinado e com aditivos químicos, além do sódio em si. Outras opções mais saudáveis são o sal marinho e o sal rosa do Himalaia, que trazem mais benefícios para a saúde.     

Quais são as comidas que geralmente possuem maior concentração de sódio na composição?

Produtos industrializados como massas instantâneas, temperos prontos, salgadinhos e carnes processadas estão entre os alimentos ricos em sódio. “Quando somamos ainda ao sal que o próprio consumidor coloca nas refeições, a alta quantidade de sódio se transforma em um risco para a saúde”, informa.  

Então, como comprar alimentos que possuem baixo teor de sódio?

Segundo a especialista é importante estar atento aos rótulos de cada alimento e entender a descrição de cada ingrediente e substância descrita na tabela nutricional. Por exemplo, um macarrão instantâneo tem cerca de 1,35g de sódio, ou seja, 27% da dose diária recomendada. Além disso, os rótulos de alimentos realmente saudáveis vêm sinalizados na embalagem quando há baixo teor de sódio como snacks assadosfrutas desidratadas ou queijos veganos.  

“Ao compreender melhor os rótulos, o consumidor consegue fazer escolhas mais saudáveis, atuando na prevenção e controle de doenças relacionados ao excesso de sal”, ensina.

Como substituir o sal no preparo de refeições em casa?

A dica é evitar os temperos prontos com alto nível de sódio na composição e optar por um tempero caseiro com alho, cebola e um pouco de sal. Para tornar o hábito de cozinhar mais prático no dia a dia, a nutricionista recomenda bater todos esses itens no liquidificador e guardar em um pote de vidro na geladeira. Dá para deixar esse tempero conservado por semanas.