Idoso de 83 anos tem traumatismo craniano após ser agredido por homem na Bahia

Um idoso de 83 anos teve traumatismo craniano após ser agredido por um homem, nesta semana, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. Ele está em coma na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular no município.

O caso ocorreu na segunda-feira (12), dia do aniversário da vítima. Uma câmera de segurança instalada no local da agressão filmou a ação.

De acordo com familiares, Jaime Rocha da Luz estava no bairro Capuchinhos, a caminho de uma delicatessen, para comprar um ingrediente para o bolo de aniversário dele, quando foi atacado.

Nas imagens, é possível ver o idoso caminhando na rua e, ao lado dele, passa um homem em uma bicicleta, no sentido oposto. Sem parar, o suspeito dá um soco na vítima e segue como se nada tivesse acontecido. Após a agressão, Jaime cai no chão desacordado.

“Menos de cinco minutos, um rapaz parou de moto aqui. Eu achei estranho, fiquei com medo. Mas o rapaz perguntou se aqui era a casa de algum idoso que tinha sido agredido. E eu fiquei assustada, achando que já era alguma coisa que tinha acontecido, e vi que meu pai nunca tinha sido agredido. Fui até mais perto. Ele falou assim: ‘Não, ele está ali próximo, mas ele está bem’. Aí, na hora eu me assustei, porque eu sabia que meu pai tinha saído e era o roteiro que ele ia”, disse Mônica Domingues, filha da vítima.

O idoso foi socorrido por uma outra pessoa que passou pelo local. Ele foi levado para um hospital da cidade, onde segue internado nesta quarta-feira (14).

Segundo a família do idoso, ele passou por uma drenagem e segue em coma, na UTI.

“Durante a tomografia, o médico já tinha identificado o sangramento. Aí, quando ele [idoso] saiu, ele começou a queixar do vômito. Teve vômito e dor de cabeça. Começou a agravar. Aí ele já foi sedado e entubado. Já encaminhado para o centro cirúrgico. Daí ele tirou o sangue. Teve um sangramento extenso. Corre risco de vida. Está na UTI, está em coma”, conta a filha da vítima.

No mesmo dia da agressão, a polícia ouviu o suspeito, que não teve o nome divulgado. Conforme a polícia, o homem já teve envolvimento em outros casos parecidos na cidade. A família do suspeito apresentou um relatório médico atestando problemas mentais e ele foi liberado.

O caso está sob investigação. De acordo com a polícia, alguns familiares do suspeito e da vítima já foram ouvidos e outros serão. O idoso também será ouvido após receber alta.

Fonte: G1