Governo municipal recebe relatório com demandas de comerciantes do centro da cidade

Um amplo relatório contendo as principais demandas dos comerciantes das ruas Sales Barbosa, Marechal Deodoro e adjacências, relacionadas ao projeto de requalificação do Centro Comercial de Feira de Santana, foi entregue ao prefeito Colbert Martins Filho, na manhã desta terça-feira, 11.

Fruto de reiteradas reuniões ocorridas no curso dos últimos oito meses, as propostas e anseios dos empresários foram elencados no relatório coordenado pelo SEBRAE. O documento é respaldado pela Associação Comercial e Empresarial, a Câmara de Diretores Lojistas (CDL) e o sindicato patronal.

Considerada uma das principais premissas do Projeto Pacto de Feira, lançado pelo governo municipal em 2014, a requalificação do espaço urbano do Centro Comercial (após a imediata transferência dos camelôs que atuam na área para o Centro Comercial Popular, cuja inauguração está prevista para meados do próximo ano) está orçada em R$ 60 milhões.

Ao receber o relatório das mãos de Renato Lisboa, gerente-adjunto regional do SEBRAE, após ter percorrido as obras do Centro Comercial Popular ao lado de uma expressiva comissão de comerciantes da Sales Barbosa, o prefeito Colbert Martins Filho discorreu sobre “a importância do engajamento dos empresários neste projeto, trazendo sugestões para que nós possamos aperfeiçoá-las”.

Rede elétrica adequada

Depois de ouvir os comerciantes, o secretário Antônio Carlos Borges Júnior (Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico), afiançou que “este  relatório  será  analisado pela Governo Municipal, atendendo as demandas relativas as obras de infraestrutura, como a implantação de uma rede elétrica adequada, combate a incêndio; rede de esgoto e pavimentação, além de ações relacionadas à segurança, limpeza e estacionamento”.

A reunião contou ainda com as presenças dos presidentes da Associação Comercial de Feira de Santana e da CDL, Marcelo Alexandrino e Luís Mercês, respectivamente;  Sávio Sampaio, consultor do SEBRAE, os empresários Alfredo Falcão e Wilson Pereira e Delorme Martins, diretor do Centro de Abastecimento.