Banco Central intervém no mercado após dólar encostar em R$ 4,27

Com a cotação do dólar batendo recorde atrás de recorde, o Banco Central anunciou leilão extra para vender a moeda americana à vista nesta terça-feira, 26. Na véspera, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse não estar preocupado com a alta e que “é bom se acostumar com o câmbio mais alto e juro mais baixo por um bom tempo”.

A operação do BC ocorreu por volta das 11h e não foram divulgados os montantes ofertados. Conforme o BC, a taxa de corte do leilão foi de 4,2320 reais. Mais cedo, o BC promoveu operação de venda à vista de dólares e de swap cambial reverso, que equivale à venda de dólar no mercado futuro.

Logo após a ação do Banco Central, o dólar desacelerou para o patamar de 4,24 reais. Antes, tinha chegado à máxima de 4,2694 reais. Pouco tempo depois, a moeda voltou a subir. Às 13h05, a moeda era cotada a 4,2685 reais, com alta de 1,27%.